Orb.Dital

   

articleBody
Digital Brand

COMPARTILHE

Conteúdo é fundamental para uma estratégia de marketing digital eficiente. Falar que este conteúdo precisa ser de qualidade me parece óbvio, mas o que talvez você ainda não saiba, é que conteúdo original e de boa qualidade não são as únicas coisas importante dentro de uma estratégia de conteúdo.

Além de ser bem direcionado para as necessidades do público/personas e alinhados com a atividade e posicionamento da empresa, seu conteúdo precisa ser encontrado e consumido. Do contrário nada disso fará sentido.

Um crescente número de empresas têm entendido a importância do conteúdo e apostado em estratégias de content marketing. Com isso a disputa pela atenção do público fica mais acirrada, e é aí que as técnicas de otimização para mecanismos de busca - SEO (search engine optimization) - tornam-se o diferencial competitivo que fará com que sua estratégia de conteúdo alcance sucesso.

OK, me explica melhor o que é SEO

SEO é, em resumo, uma conjunto de técnicas que têm por objetivo posicionar da melhor forma possível seu site/conteúdo dentro dos resultados dos mecanismos de busca. Ele faz parte de algo maior chamado SEM (Search Engine Marketing) ou Marketing de Otimização para Buscadores, mas essa parte fica para outro post.

Quando falamos sobre esse tema frequentemente nos referimos ao Google, talvez pela parcela do mercado de busca que detêm, quase 95% de todas as buscas de 2015 no Brasil foram feitas nele. Portanto, é compreensível que mantenhamos o foco neste buscador. Mas lembre-se, SEO vai além do Google (buscador), existe o mesmo trabalho para portais como Amazon, Ebay, Youtube, lojas de aplicativos e claro os demais buscadores como o Bing e Yahoo.

Por onde começo?

Entender a demanda de buscas é fundamental para um boa estratégia de SEO, é preciso descobrir quais palavras-chave, que tenham relação com seu negócio, apresentam alto volume de buscas e preferencialmente baixa concorrência.

Para encontrar as suas, faça uma lista com assuntos e temas relacionados ao seu negócio e/ou produto. Depois, expanda essas palavras utilizando o próprio Google. Basta digitar uma das palavras ou expressões que ele irá de mostrar variações de pesquisas relacionadas. Ele ainda disponibiliza uma ferramenta chamada Keyword Planner, que além de sugerir outras palavras, apresenta o volume de buscas e a concorrência de cada palavra-chave.

Uma boa dica é apostar em palavras-chave de calda longa. Essas palavras são mais específicas e têm baixa concorrência, além de trazer um público com perfil mais qualificado. Normalmente essa estratégia traz resultados em menor tempo, mas não anula o investimento em termos principais que ficam fora dessa zona, que nos ajudarão a manter o resultado a longo prazo.

Depois que estiver com sua lista completa avalie seus volumes de buscas. Chegou a hora de reduzir nossa lista, remover aqueles termos que tem volume muito baixo e sem previsão de crescimento. O Google trends nos ajuda bastante a saber quais termos têm tendência de crescimento. Ah! esse trabalho de avaliação precisa ser constante.

Já tenho minha lista de palavras-chave

Chegou a hora de aplicar nossas palavras dentro do nosso texto e em outros locais do seu site como endereço(url) da página, títulos, subtítulos e descrição de imagens. Atenção! a inserção de palavras-chave deve ser feita de forma natural, é necessário que faça sentido a presença dela no seu texto. Ou seja, não adianta sair colocando a palavra-chave e todas as frases e parágrafos e com isso perder qualidade ou ainda pior fazê-lo ficar totalmente sem sentido. Lembre-se que o conteúdo é feito para as pessoas e não para o Google.

Títulos: É importante que o título da página contenha a palavra-chave, ele preferencialmente não pode ter mais de 55 caracteres, já que esse é o limite de visualização do buscador. Mas acima de tudo precisa ser atrativo e convencer o usuário a clicar.

URL: normalmente o título faz parte da url da página e se este contiver a palavra-chave ela já estará presente no endereço da página. Mas cuidado para não fazer uma url gigante, CMS (custom management system) - sistemas de gerenciamento como Wordpress e Joomla, normalmente permitem que você edite a URL para algo menor e mais objetivo.

Imagens: Algo extremamente importante e básico, mas que é negligenciado com frequência é a tag ALT (texto alternativo) das imagens. Essa tag tem por principal função, apresentar uma descrição da imagens caso está não carregue. É utilizado por leitores de telas para deficientes visuais e como o Google não enxerga ele também utiliza. Outro item importante sobre as imagens são seu nome, é preciso utilizar a palavra-chave no nome do arquivo.

Texto: Como já foi dito, não encha seu texto com a palavra-chave, ele vai ficar cansativo e sem sentido. Tente inseri-la no primeiro parágrafo, um subtítulo e no fim do seu texto. O uso de sinônimo é uma boa dica, pois os buscadores conseguem fazer essa relação.

Outras técnicas de SEO

Não são só palavras-chave, apesar do conteúdo ser a principal parte do trabalho de otimização é preciso que seu site ou blog tenha um estrutura de linguagem de marcação (HTML) bem definida. Em seu código são utilizadas tags para marcar o conteúdo como por exemplo, a tag <p> marca um parágrafo. Por padrão seu texto deve está todo marcado com essa tag. Mas há outras que tem grande importante como as tags de título.

Tags de Título

São elas, <H1>, <H2>, <H3> … <H6>, essas tags mostram para o Google qual parte do seu conteúdo é um título e qual sua hierarquia. O H1 é o título principal, também normalmente inserido de forma automática, os demais são utilizados para marcar subtítulos. Atente para a ordem deles, o <H2> é mais importante que um <H3> e assim por diante.

> Utilize apenas um único <H1> por página;
> Utilize subtitulos marcados com <H2> para tornar seu texto mais fácil de ler;
> Utilize as tags em ordem, ou seja, depois do <H2> use um <H3> e não o contrário;
> Não, você não precisa utilizar todas. A única exigência é o <H1>;

Site Maps

Outra ação é a geração de um site map. Ele é um arquivo em XML que contem todas as suas URLs, é um mapeamento completo de todas as páginas. Existem ferramentas online especializadas em fazer isso, depois de pronto utilize o Google Search Console para cadastrar o seu.

Velocidade de Carregamento

A velocidade de carregamento do seu site é outro aspecto frequentemente negligenciado. O Google busca sobre diversos aspectos proporcionar um experiência de navegação agradável para o usuário. Isso obviamente leva em consideração o conteúdo, mas também outros aspectos como a tempo de carregamento. Fique de olho nesse aspecto, o Google odeia sites lentos porque os usuários também odeiam, a ferramenta PageSpeed Insights nos fornece informações diversas sobre esse aspecto.

Link Building

O Link Building é o trabalho de conseguir links de outros sites apontando para o seu. Em resumo significa que quanto mais links lhe indicando como fonte para um determinado assunto, mas relevante você se torna. É possível ver a lista de sites que apontam para o seu pelo Google Search Console. Em outra oportunidade falaremos somente sobre esse assunto, mas o mais importante aqui é que você precisa distribuir seu conteúdo. Faça links interno no seu site, utilize as redes sociais, e-mail marketing e qualquer outro canal de sua empresa.

Eu sei, é muita informação. Mas acredite, isso é apenas o básico. Entretanto, tomando essas medidas você irá perceber em curto a médio prazo melhores resultados na sua estratégia de conteúdo para marketing digital.

Novamente, lembre-se que o conteúdo deve ser pensado para as pessoas em primeiro lugar. Se você quiser conversar mais sobre SEO e como está atualmente sua estratégia de conteúdo entre em contato conosco.

vamos analisar juntos sua presença digital?

ESTE BLOG É MANTIDO PELA ORB DIGITAL BRANDING